Posts com Tag ‘marketing’

Muitos amigos e afiliados da minha organização têm me perguntado o que significa a expressão “cérebro de lagarto” que eu venho ultimamente mencionando em minhas conversas.   Aqui está uma animação em vídeo que descreve os sintomas do cérebro de lagarto. O conceito é baseado no novo  livro de Seth Godin “Linchpin“. As ilustrações foram desenhadas à mão e vetorizada pelo talentoso Martin Whitmore e animadas digitalmente por Blazonfire.

Anúncios

O Linchpin Day aconteceu na noite desta terça feira em São Paulo, na Starbucks Coffee – Alameda Santos, com a participação de um pequeno grupo  de Linchpin e fãs de Seth Godin. Uma mistura de empreendedores, profissionais de marketing, profissionais de TI e entusiastas do blog de Seth que se reuniram para discutir “Como nós podemos fazer uma grande diferença no mundo?

Algumas observações pessoais sobre o Linchpin:

Vontade de aprender: as pessoas estavam buscando novas informações e experiências para aplicar em sua vida e carreira profissional.

Conexão:  Linchpins são pessoas que se importam uma com as outras. Elas colocam seus sonhos e esperanças sobre a mesa como forma de inspirar outros a realizar novas mudanças de paradigmas.

Conhecimento: A reunião foi altamente educativa. Grandes idéias sobre tecnologia, marketing, liderança e várias experiências profissionais em outros países.

Energia: Linchpins são geradores de energia.  A conversa foi evoluída para um alto nível de energia, com o  compromisso de fazer uma diferença no mundo, envolvendo projetos sociais e empreendedorismo.

Eu quero agradecer a Luis Fernando, Eduardo, Karina, Lavinia e Rodolfo por fornecerem uma noite memorável. Eu espero participar novamente deste projeto e assistir a duplicação de novos Linchpins.

Hoje, 14 de junho de 2010, às 20 horas, eu estarei participando do Primeiro Encontro Mundial dos membros da tribo de Seth Godin – Seth Godin Linchpin worldwide Meetup. O encontro ocorrerá em mais de 793 cidades ao redor do mundo, que tem como objetivo conectar pessoas que querem fazer um impacto no universo. Eu e outros membros da Tribo estaremos discutindo as idéias publicadas no blog de Seth Godin, além de analisar a importância dos seus livros para o mercado brasileiro  e inspirar outras pessoas para fazer uma diferença no mundo.

Se você quiser levantar a sua bandeira e criar um impacto positivo na vida das pessoas, marque sua presença em São Paulo, na Starbucks Alameda Santos.

A grande dificuldade que muitos empreendedores e comerciantes de internet enfrentam hoje é saber como identificar e encontrar um nicho de mercado online altamente lucrativo.  Recentemente eu assisti um vídeo fantástico de Eben Pagan (o guru do marketing online) que fornece uma visão clara  que permite ver a forma como nós devemos abordar as necessidades do mercado.

Algumas anotações

  • Foco na solução
  • Pessoas pagam dinheiro por soluções, não sugestões
  • Entregar assistência específica e resultados específicos
  • Esquecer de mim. Deixar para trás o meu ego
  • Identificar o medo dos meus clientes
  • Mapear a mente dos frustrados
  • Sentir seus problemas, sentir suas dores e lutas
  • Encontrar necessidades não satisfeitas
  • Identificar os seus problemas, dores e desafios.

Você também pode fazer um pequeno exercício para testar as idéias em seu nicho de mercado.  Faça o download aqui

  1. Filosofia
  2. PR – Relações Públicas
  3. Marketing
  4. Vendas
  5. Dinheiro

Valeria Maltoni escreveu um post muito inspirador para líderes, empreendedores e profissionais de marketing e mídia social, uma lista de pensamentos que abordam sentimentos, perspectivas, conhecimentos e opiniões  sobre o novo marketing,  onde nós podemos criar uma nova experiência com o cliente. Uma lista muito grande que muitas empresas devem imprimir e afixar em suas paredes!

Aqui estão os pensamentos:

  1. Ser curto nas páginas do site, muito em experiências com o usuário
  2. Otimizar o relacionamento, não taxa de cliques (Click-through)
  3. Usar o seu conteúdo e inteligência para elevar os outros
  4. Ser relevante
  5. Dar confiança e atendimento
  6. Perceber que a pessoa mais importante no telefone é o cliente
  7. Fazer perguntas e ouvir
  8. Simplificar
  9. Obter dados pessoais e ficar apresentável
  10. Aprender, melhorar, inovar
  11. Transformar seus processos de negócios
  12. Criar valor
  13. Ser apaixonado
  14. Ser autêntico
  15. Permanecer aberto à mudança
  16. Alterar os seus pressupostos
  17. Criar magia
  18. Fornecer uma plataforma para os clientes encontrarem outras pessoas com os mesmos interesses
  19. Construir interação em suas conversações
  20. Integrar, conectar os pontos, conectar-se
  21. Aprender a falar a língua do seu cliente
  22. Testar as suas idéias com o mercado
  23. Colocar as pessoas antes de procedimentos sempre que puder
  24. Usar jogos para acelerar a aprendizagem
  25. Deixar seus funcionários serem evangelistas
  26. Observar mais, julgar menos
  27. Descobrir onde você pode ser mais transparente
  28. Deixar a porta aberta
  29. Sorrir
  30. Ser contagioso
  31. Ir à milha extra
  32. Pensar a longo prazo, preparar-se para ser notável a cada momento
  33. Comunicar-se mais
  34. Conversar com as pessoas que querem falar com você
  35. Descobrir as associações profundamente emocionais com a sua marca
  36. Encontrar a sua tribo e liderá-la
  37. Ser ágil
  38. Adaptar
  39. Ser sincero
  40. Ser portátil – “mobile” é a próxima tecnologia
  41. Cultivar relacionamentos e idéias
  42. Ganhar sua mídia
  43. Focar no produto e na primeira experiência
  44. Lembre-se que mudar o mundo pode significar tornar a vida de alguém mais fácil
  45. Contar a história do cliente
  46. Investir em seus clientes
  47. Conhecer suas histórias e valores e vivê-las.
  48. Resolver os problemas dos clientes
  49. Ser curioso, interessado e interessante
  50. promover o intercâmbio, dando o exemplo.

Mais aqui

A partir de Guy Kawasaki

  1. Seja o primeiro a dar. Estudos mostram que somos persuadidos mais por pessoas que tenham feito algo para nós em primeiro lugar. Nós estamos mais propensos a ajudar os colegas de trabalho com seus projetos se eles têm nos ajudado com o nosso. Os pedidos que são personalizados são mais persuasivos que todos.
  2. Não oferecer muitas opções. Quer se trate do número de produtos que você oferece ou o número de planos que permitem que seus empregados possam escolher, muitas escolhas, muitas vezes frustram as pessoas. As empresas que oferecem um pequeno número de planos de aposentadoria têm a inscrição muito maior do que as empresas que oferecem um grande número de planos.
  3. Argumentar contra o auto-interesse. A confiança é um componente crítico para a persuasão. O caminho certo para ser percebido como honesto é admitir uma pequena falha no seu argumento, produto ou negócio imediatamente anterior ao comunicar o mais forte argumento positivo para o seu produto ou serviço.
  4. As perdas são mais convincentes do que ganhos. Em vez de dizer a seu público o que eles têm a ganhar ao tomar o seu conselho ou comprar o seu produto, a pesquisa mostra que as pessoas estão muitas vezes mais convencidas se você lhes disser o que eles tem a perder se eles não tomarem o seu conselho ou comprarem o seu produto.
  5. Faça as pessoas se sentirem como se já tivessem feito um progresso em direção a um objetivo.

Algumas pessoas têm a capacidade de capturar a atenção do público, convencer os indecisos e converter os não-clientes em clientes. Algumas não, mas há uma boa notícia da ciência social. Persuasão não é apenas uma habilidade dotada de alguns poucos escolhidos. É uma ciência e pesquisadores que estudam formularam uma série de regras para movimentar as pessoas em sua direção. Aprender sobre essas regras pode fazê-lo mais eficaz e um influenciador ético.

Você pode descobrir o quão persuasivo você é fazendo o teste interativo de cinco minutos (versão em inglês) Acesse aqui