Arquivo da categoria ‘influência’

Eu amei esta grande lista de Ron Edmondson sobre as razões para não chamar a si mesmo de líder capacitador:

  1. Sua resposta número um é “NÃO”.
  2. Você tem que aprovar pessoalmente todas as decisões e controlar todos os resultados.
  3. Todos em sua equipe trabalham “PARA VOCÊ” e não “COM VOCÊ”.
  4. Você usa a palavra “EU” mais do que a palavra “NÓS”.
  5. Sua idéia de delegação é dizer às pessoas o que fazer, quando e como fazer.
  6. Você diz “FAÇA ISTO” muito mais do que você pergunta: “O QUE DEVEMOS FAZER”?
  7. Nada acontece em sua organização sem o seu conhecimento.
  8. Você constantemente reverte as decisões da equipe.
  9. Você controla a informação porque a informação é poder.
  10. Você esmaga as pessoas quando elas cometem um erro.

Como você se sente em relação a esta lista? Você conhece alguém com as características listadas acima? Eu adoraria receber seu comentário.

A partir de Hugh Macleod

Quanto mais eu destruir os meus sonhos, mais eu acreditarei em você.

Em quem você acredita?

Hoje, 14 de junho de 2010, às 20 horas, eu estarei participando do Primeiro Encontro Mundial dos membros da tribo de Seth Godin – Seth Godin Linchpin worldwide Meetup. O encontro ocorrerá em mais de 793 cidades ao redor do mundo, que tem como objetivo conectar pessoas que querem fazer um impacto no universo. Eu e outros membros da Tribo estaremos discutindo as idéias publicadas no blog de Seth Godin, além de analisar a importância dos seus livros para o mercado brasileiro  e inspirar outras pessoas para fazer uma diferença no mundo.

Se você quiser levantar a sua bandeira e criar um impacto positivo na vida das pessoas, marque sua presença em São Paulo, na Starbucks Alameda Santos.

A partir de Tom Peters

  1. Todos podem liderar porque todos podem servir.
  2. O recurso mais valioso de uma empresa é o seu povo.
  3. Nós estamos em transição de um mundo baseado em transição para um mundo baseado em relacionamento.
  4. A liderança é um relacionamento entre poderes, adultos que consentem.
  5. A liderança é um relacionamento dinâmico.
  6. Não existe estilo de liderança universal.
  7. Papéis de liderança são convergentes.
  8. A única tarefa de um líder é imaginar e fazer avançar uma visão.
  9. O amor é o mais alto nível dos relacionamentos da liderança.
  10. Caráter é uma vantagem competitiva.

Você tem experimentado a aplicação destes princípios de liderança em sua vida pessoal, em seu negócio ou comunidade? Quais foram os resultados? Eu amo seu comentário.

Uma das maiores lições que eu aprendi recentemente sobre liderança partiu de um homem chamado Richard Lipscombe. Ele disse:

Hoje você precisa ser um líder que define o futuro para si mesmo, sua família, seu trabalho e sua comunidade … Como você pode fazer isso melhor? Em primeiro lugar você deve ser transparente em tudo o que você faz. Você deve ter o modelo de comportamento que você busca de outros.  Você deve manter suas comunicações curtas e precisas. Não desperdice o seu tempo conversando com pessoas que não estão centradas sobre o futuro … “

Eu concordo com ele. Nós, como líderes, somos responsáveis pelo nosso futuro e o futuro da nossa equipe. Se queremos desenvolver novos líderes em nossa empresa ou negócio, nosso objetivo é ensinar as pessoas como usar as habilidades de liderança para ser excelente. Hoje eu vou explicar uma das habilidades fundamentais para ser um líder que ensina a ser excelente.

Habilidade nº 1: criar meios de interação frequente

Interagir frequentemente com a equipe é uma maneira de gerar confiança. Os contatos podem ser individuais – pessoalmente ou por telefone. Sem isso, as pessoas se dispersam, esquecem o objetivo do trabalho e distanciam-se da missão da empresa.

Se você não colocaria um time de futebol em campo sem antes treiná-lo, por que haveria de esperar que sua equipe alcançasse o desempenho máximo sem interagir com ela frequentemente?

Tom Peters deu algumas sugestões fabulosas em seu blog:

  • Reunir-se diariamente, primeira coisa, com sua equipe de liderança para discutir seja o que for – verificar os pressupostos . Talvez se encontrar novamente no final da tarde. Reuniões no máximo de 30 minutos.
  • Excesso de Comunicação (“over” communicate).
  • Sublinhar “excelência em cada transação”.
  • Exercitar-se – incentivar sua equipe de liderança para duplicar o seu exercício – Se você não está se excercitando,  iniciar agora, se você não está se exercitando o suficiente, fazer mais, se você já é um guerreiro do exercício, não parar.

A minha pergunta: o que você está fazendo com sua equipe que faz de você um líder que ensina a ser excelente?

Um excelente vídeo com o ator americano Al Pacino sobre liderança e desenvolvimento pessoal

A partir de Guy Kawasaki

  1. Seja o primeiro a dar. Estudos mostram que somos persuadidos mais por pessoas que tenham feito algo para nós em primeiro lugar. Nós estamos mais propensos a ajudar os colegas de trabalho com seus projetos se eles têm nos ajudado com o nosso. Os pedidos que são personalizados são mais persuasivos que todos.
  2. Não oferecer muitas opções. Quer se trate do número de produtos que você oferece ou o número de planos que permitem que seus empregados possam escolher, muitas escolhas, muitas vezes frustram as pessoas. As empresas que oferecem um pequeno número de planos de aposentadoria têm a inscrição muito maior do que as empresas que oferecem um grande número de planos.
  3. Argumentar contra o auto-interesse. A confiança é um componente crítico para a persuasão. O caminho certo para ser percebido como honesto é admitir uma pequena falha no seu argumento, produto ou negócio imediatamente anterior ao comunicar o mais forte argumento positivo para o seu produto ou serviço.
  4. As perdas são mais convincentes do que ganhos. Em vez de dizer a seu público o que eles têm a ganhar ao tomar o seu conselho ou comprar o seu produto, a pesquisa mostra que as pessoas estão muitas vezes mais convencidas se você lhes disser o que eles tem a perder se eles não tomarem o seu conselho ou comprarem o seu produto.
  5. Faça as pessoas se sentirem como se já tivessem feito um progresso em direção a um objetivo.

Algumas pessoas têm a capacidade de capturar a atenção do público, convencer os indecisos e converter os não-clientes em clientes. Algumas não, mas há uma boa notícia da ciência social. Persuasão não é apenas uma habilidade dotada de alguns poucos escolhidos. É uma ciência e pesquisadores que estudam formularam uma série de regras para movimentar as pessoas em sua direção. Aprender sobre essas regras pode fazê-lo mais eficaz e um influenciador ético.

Você pode descobrir o quão persuasivo você é fazendo o teste interativo de cinco minutos (versão em inglês) Acesse aqui